quarta-feira, 29 de março de 2017

Prefeitura nega apoio a Paixão de Cristo

Postado por com 0 comentário


Os jovens artistas lutam para manter de pé uma tradição de 11 anos.


A entidade CEMOP junto aos vários jovens artistas macauenses lutam para em mais um ano manter de pé o espetáculo "Paixão de Cristo" em Macau.
O espetáculo que é tradição e vem na sua 11ª edição teve negado o seu pedido de apoio feito ao prefeito Túlio Lemos.
Como todos os anos em busca de parceria com o município, o CEMOP encaminhou um ofício protocolado junto a uma cópia do projeto para o gabinete do prefeito no dia 10 de março do corrente ano. O retorno do ofício veio nesta última sexta feira, 24, assinado pelo chefe de gabinete do prefeito Túlio Lemos, o tio do prefeito o Sr. João Bosco Afonso, alegando que a prefeitura estava impossibilitada de ajudar na solicitação.

O motivo apresentado no ofício diz que a Fundação de Cultura está estimulando novos atores no desempenho da peça com a mesma finalidade. "Fico feliz em saber que teremos mais um projeto com a mesma finalidade no município. O que me deixa intrigado é porque a prefeitura nos deixará de fora do apoio ao projeto sendo que fomos os pioneiros em Macau a realizar o espetáculo, aprovado pela Câmara dos vereadores como calendário cultural do município e este ano faremos 11 anos de tradição", diz o Diretor Geral do espetáculo, Max Kennedy, que complementa dizendo que assim como a prefeitura não pode ajudar somente a uma quadrilha junina e somente a uma escola de samba, da mesma forma ela não deveria ajudar somente a um projeto e ainda mais deixando o tradicional de fora.
O grupo todos os anos articula na cidade o incentivo na participação da população contando sempre com a participação de novos artistas. Após essa decisão da prefeitura negando o apoio, os jovens estão se articulando e pedindo ajuda à população para que o espetáculo venha acontecer e mesmo sem nenhuma estrutura em mãos, não venham deixar morrer essa tradição de anos. "É hora de juntar forças e assim como fazemos todos os anos, resistir na luta pelo nosso ideal que é manter de pé o projeto e reviver na peça os últimos momentos de Cristo", afirma o Presidente do CEMOP, Valdemir Nunes.
O espetáculo acontecerá no dia 14 de abril, sexta feira da paixão, às 20h na quadra do porto. A realização é do CEMOP junto a Cia. Amagoa em pareceria com a paróquia de Macau.

É isso aí



Reações:

0 comentários:

Postar um comentário